A paralisia cerebral é um distúrbio neuromotor decorrente de uma lesão no sistema nervoso central imaturo, e que causa desordens do desenvolvimento motor. Possui uma grande variabilidade de causas, desde o período pré-natal até os 2 ou 3 anos de idade.

Surgem, no Brasil 17.000 novos casos de Paralisia Cerebral por ano. A maior parte das crianças portadoras de paralisia cerebral precisará de acompanhamento fisioterapêutico ao longo de toda a vida, mas principalmente durante os primeiros anos de vida.

Para isso, o profissional precisa conhecer os processos patológicos envolvidos no distúrbio, suas manifestações e grande variabilidade de condutas que podem ser utilizadas.